Alunos de escolas municipais de São Paulo fazem expedição ao Rio Pinheiros e Córrego Jaguaré

Destaque Expedição

A Águas Claras do Rio Pinheiros criou no ano passado a ação Expedições Águas Claras – Córrego Jaguaré, com o apoio da Coca-Cola FEMSA Brasil.

Na versão 2015, ocorrida no início de junho, a Expedição proporcionou a 350 alunos e 20 professores das escolas EMEF Solano Trindade e EMEF Roberto Mange a oportunidade de conhecer afluentes localizados na bacia hidrográfica do Jaguaré, bem como o curso do próprio Rio Pinheiros.

Ao todo, onze turmas do 4º ao 7º ano participam de atividades educativas práticas e teóricas. Todos puderam conhecer os afluentes localizados na bacia hidrográfica do Jaguaré.

Os bons resultados obtidos se devem também à significativa rede de educadores, monitores e coordenadores que participaram de todos os processos e ações desenvolvidas.

Atividades

As atividades foram divididas em dois dias: no primeiro, os alunos aprenderam sobre os conceitos de bacias, afluentes, nascentes e foz de forma teórica. Em seguida os estudantes dirigiram-se para o pátio para montar um quebra-cabeça gigante da bacia hidrográfica do Jaguaré, onde foi possível observar todas as bacias do entorno de cada escola, e também inserir os lugares onde estão localizadas suas casas e outros estabelecimentos de referência na região. Feito isso, as crianças saíram para uma caminhada pelos arredores da escola para identificar os cursos d’água e a sua dinâmica que muitas vezes passam despercebidos.

No segundo dia, os alunos foram a campo para entender na prática os conceitos explicados no dia anterior, e assim conhecer a bacia hidrográfica do córrego do Jaguaré, desde uma de suas nascentes até a sua foz no Rio Pinheiros.

Pomar Urbano

Para encerrar a Expedição, foi feita uma visita ao Parque Pomar Urbano, nas margens do Rio Pinheiros, para uma observação mais próxima e uma roda de conversas sobre a importância do rio para a cidade de São Paulo.

Em cada etapa, os alunos foram acompanhados e orientados por educadores e monitores que desenvolveram o projeto, seu material didático e o programa pedagógico.

Simbólico

Alguns grupos de alunos coletam a água limpa do córrego Itaim e despejam no rio Pinheiros, simbolizando a esperança de recuperá-lo um dia, pois ele não pode e não deve ser grande canal de esgoto a céu aberto, mas sim um rio com o maior bem do planeta: a água.

Conhecimento

A equipe de coordenadores e educadores atua individual ou articuladamente em causas e organizações que propõem melhorias ambientais à bacia do Córrego Jaguaré.

A equipe de monitores, por sua vez, é composta de jovens estudantes que já haviam participado de outros projetos de foco ambiental e tinham significativo conhecimento da região e das problemáticas ambientais locais.

Fotos:

Saiba mais sobre o projeto Expedições Águas Claras

 

Publicado em Notícias

Categorias

Barra Mantenedores 2017