• patrocínio
  • realização

  • produção
Faina Moz Estúdio Madalena

 

A Associação Águas Claras do Rio Pinheiros, formada por oito empresas localizadas às margens do rio, promove, no dia 15 de maio, uma expedição cívica, cultural e ecológica por São Paulo.

Com o patrocínio do banco Santander, empresa membro da Associação, e a produção do Estúdio Madalena e da Faina Moz, o projeto levará até 1.000 pessoas a desbravar e registrar pontos de interesse relacionados à bacia hidrográfica do Rio Pinheiros.

Os participantes, colaboradores das empresas que fazem parte Associação (Pinheiro Neto Advogados, Santander, Nestlé, EMAE – Empresa Metropolitana de Águas e Energia, TV Globo São Paulo, Shopping Cidade Jardim, Caloi e WTC São Paulo), e seus acompanhantes, irão se dividir em 30 grupos distintos de até 30 pessoas. Cada grupo terá um tema específico de investigação, um roteiro geográfico a ser percorrido e um coordenador que irá guiar os participantes com base em uma proposta de atividade previamente desenhada.

A expedição Rio Pinheiros Vivo convidará os participantes a gerar seus próprios registros durante os percursos, seja por foto, vídeo, texto, som, ou qualquer outro meio de expressão utilizado para comentar, denunciar, interpretar ou homenagear o Jurubatuba, como foi inicialmente chamado o rio, que em tupi significa “lugar com muitas palmeiras jerivás”.

Na orientação e estímulo a este exercício do olhar e da documentação, estarão fotógrafos, escritores, músicos, arquitetos, urbanistas, biólogos e outros profissionais convidados para a coordenação dos grupos. Eles irão compartilhar sua experiência e conhecimento com os participantes e conduzi-los pela viagem que cada tema oferece.

Os temas variam bastante. Vão de interesses com foco na operação do Rio Pinheiros, passando por visitas nas Usinas Henry Borden, Pedreira e Traição; num passeio pelas linhas férreas ao longo das margens; no percurso de córregos escondidos na cidade; na observação do patrimônio histórico presente ao longo do rio; ou em aventuras mais ousadas como a subida aos terraços dos prédios mais altos das margens do Pinheiros. A maior parte dos grupos realizará os percursos caminhando, mas haverá também alguns cujo meio de transporte irá variar entre bikes, trens e, eventualmente, barco, a depender de cada proposta.

O projeto tem como finalidade principal o estímulo à conscientização e participação cidadã voltada à recuperação do Rio Pinheiros. Uma das intenções centrais da iniciativa é convidar as pessoas a se apropriarem da cidade como espaço de bem-estar e convívio público ao qual têm direito. Ao promover uma ação proativa de caráter cívico, cultural e ecológico, a Associação Águas Claras do Rio Pinheiros acredita estar cumprindo sua missão de mobilizar a sociedade para esta que é atualmente uma das questões mais relevantes na cidade de São Paulo.

Sobre a Associação Águas Claras do Rio Pinheiros

Recuperar e revitalizar o rio Pinheiros e resgatar a relação da população com a sua bacia hidrográfica. Esse é o objetivo principal da Associação Águas Claras do Rio Pinheiros, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) mantida por grandes instituições de variados segmentos que partilham de um mesmo valor: o compromisso com o desenvolvimento sustentável.

Idealizada em 2009 pelo escritório de advocacia Pinheiro Neto, a Associação já conta com membros como o banco Santander, a Nestlé, EMAE, TV Globo São Paulo, Caloi e WTC São Paulo. Recentemente, o Shopping Cidade Jardim também se associou. Reunindo a experiência, o conhecimento e a capacidade de mobilização de cada uma dessas organizações, a Oscip pretende contribuir para a despoluição do rio e para reconciliá-lo com a cidade de São Paulo. Para tanto, tem proposta de envolver outras empresas e a comunidade em ações para a geração e organização da vontade política, a identificação dos recursos necessários e a escolha das tecnologias adequadas para reverter a degradação socioambiental.
www.aguasclarasdoriopinheiros.org.br

Sobre o Estúdio Madalena

Coordenado pelo fotógrafo, curador e produtor Iatã Cannabrava, o Estúdio Madalena é especializado em produção cultural no campo da fotografia, atuando no Brasil e no exterior. Entre seus principais projetos, é responsável pelo festival Paraty em Foco [anual] e pelo Fórum Latino-Americano de Fotografia de São Paulo [trienal], além de organizar a pesquisa da Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil.
http://www.facebook.com/estudiomadalena

Sobre a Faina Moz

A Faina Moz, agência de gestão cultural, trabalha com empresas, instituições públicas e privadas, produtores e artistas na idealização e execução de empreendimentos em todas as áreas da cultura, com três focos principais: (i) Consultoria em Planejamento Estratégico Institucional e Desenvolvimento de Programas Culturais; (ii) Gestão de Patrocínio: concepção e gestão de editais e processos de seleção de projetos; (iii) Concepção, formatação e realização de projetos culturais.
www.fainamoz.com.br

Equipe

Coordenação Cultural – Associação Águas Claras do Rio Pinheiros (AACRP)
Adolpho Julio C. de Carvalho [Pinheiro Neto Advogados]
Monica Neves [Nestlé]
Ana Carolina de Andrade Carvalho (AACRP)

Coordenação de comunicação – Associação Águas Claras do Rio Pinheiros (AACRP)
Laura Oltramare [Banco Santander]

Coordenação de produção
Iatã Cannabrava [Estúdio Madalena]
Felipe Arruda [Faina Moz]

Produção
Helena Ruschel
Ana Maria Vilches

Pesquisa
Marussia Whately
Ludmila Girardi Alves
Eduardo Dutenkefer

Blog
Marússia Whately
Renata Baralle

Identidade Visual e Site
Blue Bossa